Circuito Patagônia Argentina

Bariloche, El Calafate e Ushuaia, no extremo sul das Américas

Por Tereza Cristina Leite Navarro Vieira

Há anos sonhava em visitar o “fim do mundo”, a famosa Patagônia. Tinha um certo receio em ir com minha mãe pela fama de ser uma região inóspita e para aventureiros. Lógico que a região é propícia para esportes radicais, trekking, escaladas e etc., mas também é acessível para todos, há uma vasta rede hoteleira e ótimos receptivos que nos oferecem passeios e experiências para todos os gostos e bolsos. 

Optamos em fazer o percurso da Patagônia Argentina na primavera/verão e tendo como base as principais cidades: Bariloche, El Calafate e Ushuaia. Todas têm aeroportos e são muito bem estruturadas, fizemos todos os trechos pela Aerolineas Argentinas em voos diretos e com ótimos valores. A partir de cada uma destas cidades base nós explorávamos a região e as cidades vizinhas. 

Para os mais aventureiros, uma opção é fazer o percurso pela “Ruta Nacional 40”, uma rodovia argentina que percorre o país de norte a sul e corre paralela à Cordilheira dos Andes, incluindo trechos próximos ou dentro dos Parques Nacionais.

 

A Patagônia é absolutamente espetacular em paisagens apresentadas por estepes áridas, pastagens e desertos, fiordes, florestas temperadas e os lindos lagos andinos, além dos absolutamente magníficos glaciares e seus icebergs.

Poder contemplar e avistar, in loco, no habitat natural, pinguins, focas, baleias, leões-marinhos e pássaros das mais variadas espécies (certamente vocês avistarão alguns Condores), é uma emoção única! A navegação pelo lago Argentino no Parque Nacional dos Glaciares é surreal, a emoção de estar tão próximo aos pinguins na Pingüinera ou caminhar na região de El Chaltén, vale a visita nesta região única do nosso planeta.

 

Os sabores da Patagônia são inesquecíveis, comer e beber bem faz parte do roteiro patagônico ideal. Isso significa saborear um bom asado de cordeiro, empaturrar-se com empanadas quentinhas, trutas gigantescas e frescas, merluzas negras de um sabor único, cervos, javalis, provar parrillas mastodônticas e deliciar-se com as centollas, um caranguejo gigante encontrado nas águas gélidas do sul do nosso continente. Quem quiser experimentar algo um tanto diferente, vale provar o curanto (carnes variadas preparadas na terra, sobre pedras quentes). Também gostei muito do Locro Argentino, uma versão da nossa feijoada. Os vinhos e as cervejas são tão espetaculares quanto a região Patagônia! 

Para os que têm este mesmo sonho de conhecer o extremo sul das Américas como eu tive, digo: vá sem medo e guarde para sempre na memória e no coração essa experiência única e marcante.

Por Tereza Cristina Leite Navarro Vieira - Advogada

E-mail: terezanavarro@hotmail.com

Facebook: Tereza Navarro

Instagram: terezanavarro

© 2020 Jornal Brand-News