Circuito Turístico de Poços de Caldas será modernizado

Estudo realizado pelo BDMG apontou a viabilidade para a concessão de quatro atrativos turísticos à iniciativa privada

A Prefeitura de Poços de Caldas abriu no último dia 23 a fase de consulta pública destinada a colher manifestações sobre a concessão de uso para gestão, pela iniciativa privada, de equipamentos turísticos da cidade. O edital é baseado em estudo de viabilidade realizado pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). Estão incluídas no modelo de concessão as obrigações de gestão, as melhorias e a operação de quatro atrativos, de modo integrado. São eles: o Complexo Turístico Cristo Redentor, que inclui o Teleférico, a Fonte dos Amores, o Recanto Japonês e o Complexo Turístico Véu das Noivas.

O modelo proposto determina que a empresa vencedora assuma os espaços, com previsão de R$ 37 milhões em investimentos na construção e substituição de equipamentos e melhorias nas instalações. Em troca, a empresa vencedora poderá explorar economicamente os espaços por 30 anos.

De acordo com o prefeito Sérgio Azevedo, o programa marca uma nova fase para o setor na cidade, requalificando o turismo local. Para ele, somente por meio de parcerias será possível manter e revitalizar os espaços, criando novas possibilidades de atrações nos diversos pontos turísticos. “A nossa expectativa é atrair novos investimentos e valorizar os nossos atrativos, que são maravilhosos”, afirma.

O município manterá a propriedade dos imóveis e será remunerado mensalmente por essa cessão, além de arrecadar recursos da concessionária com a cobrança do ISS sobre os serviços oferecidos.

As empresas interessadas em obter mais informações sobre o edital e seus anexos devem procurar a Prefeitura de Poços de Caldas ou acessar o site da prefeitura até o dia 21/02, quando se encerra a fase de consulta pública. A Prefeitura de Poços de Caldas e o BDMG irão realizar encontros durante o período da consulta pública – previstos para ocorrer em Belo Horizonte, Poços de Caldas e São Paulo – para divulgação e esclarecimentos das empresas interessadas.

A audiência pública está prevista para acontecer no dia 18/02 de modo a promover o debate com a população de Poços de Caldas sobre o projeto, atraindo sugestões de melhorias e novas ideias. Todas as sugestões apresentadas serão avaliadas para a composição do edital de concessão de uso a ser divulgado em março de 2020.

© 2020 Jornal Brand-News