Projeto propõe ações integradas para a retomada do turismo em Poços

Durante a reunião do Comitê Extraordinário Econômico realizada no último dia 26 de maio, com a presença dos representantes de vários setores, foi discutida a criação de um projeto para a retomada do turismo em Poços de Caldas. De acordo com a empresária Diva Helena Funchal, Coordenadora de Fomento Comercial e Industrial da SEMDET - Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, ficou acertado que a Secretaria Municipal de Turismo, em conjunto com o COMTUR - Conselho Municipal de Turismo, vai criar este projeto. A SEMDET, em parceria com Sebrae, apresentará também um projeto na mesma área. Este, com maior amplitude, já que se pretende criar uma identidade personalizada, valorizando todas as características, pontos fortes e as belezas naturais da nossa cidade. A divulgação dessas ações através de uma campanha publicitária visa mostrar Poços de Caldas para os turistas de todo país, mas inicialmente com foco no interior de São Paulo, enfatizando que a cidade passou pela pandemia da Covid-19 com responsabilidade e segurança.

Os hoteleiros ficaram de apresentar um plano emergencial para a próxima reunião, marcada para o dia 2 de junho, com posturas e protocolos de segurança voltados para o setor, com todos os cuidados para quando nossas fronteiras forem abertas.

Campanha publicitária vai mostrar aos turistas de todo país, especialmente do interior de São Paulo, que a cidade vem sendo bem sucedida no enfrentamento ao coronavírus

PROJETOS CULTURAIS E AMBULANTES - Também durante a reunião, a Secretaria de Cultura fez a entrega de um documento que visa conscientizar as empresas do município a apoiarem os projetos culturais, através de dedutibilidade fiscal, em todas as esferas. Por dedutibilidade entende-se as reduções, os abatimentos e os descontos de encargos relacionados à Receita Federal. “Os artistas estão sofrendo bastante com este momento tão crítico. E o apoio das empresas é de suma importância”, lembrou Diva, que é também idealizadora do Empresas Imunes, projeto de colaboração mútua que visa minimizar os impactos causados pela crise do coronavírus.

Outra classe bastante atingida com os graves efeitos econômicos é dos ambulantes. A SEMDET, com a orientação da Vigilância Sanitária e apoio do Comitê de Saúde, fez o levantamento de todas as pessoas que trabalham nesse setor na cidade e realizou um treinamento para mais de 140 ambulantes. E acompanha, agora, as adequações necessárias em cada carrinho, barraca e trailer. “Com estes dados, técnicas de manipulação de alimentos e regras para segurança contra a disseminação da Covid-19, os ambulantes estarão preparados para retornar às atividades”, pontuou.

© 2020 Jornal Brand-News